26.4.07

FAZ HOJE 8 ANOS QUE TU MÃE, NOS DEIXASTE!

À MINHA MÃE:
Poderia ir ao cemitério rezar pela tua alma!
Poderia formalizar este aniversário de luto de muitas maneiras convencionais...!
Mas não!
Achei que a melhor homenagem que te podia fazer era ir à manifestação do 25 de Abril... ("... o dia mais feliz da minha vida"- dizias tu com orgulho!).
E assim, ao longo daquele muito longo desfile, fui recordando o teu empenho para que Abril vingasse!
Eras uma mulher corajosa, sem medo, nem preconceitos... activa e convicta....
Confrontavas o status quo daquela gentinha de S. Pedro do Sul... que tu incomodavas, por seres coerente e digna!
Sei que à tua morte prematura, não foi alheia a desilusão por teres constatado que os ideais da Revolução íam desvanecendo !
Naquele 25 de Abril de 1999, véspera da tua morte, estavas comigo. E eu vi, senti... o teu desgosto.
No dia seguinte entregaste-te à morte: de forma cruel... repentinamente, sem teres tempo de te explicar!
Fazes muita falta!
Sinto que continuas a olhar por mim, pelos meus filhos... e por todos os que amavas!
Obrigada mãe!
Neste momento solitário, confesso que ontem nao era apenas eu que gritava "25 de ABRIL SEMPRE!... FASCIMO NUNCA MAIS!... tu tambem... da minha garganta saiam duas vozes UNIDAS COMO OS DEDOS DA PALMA DA MAO... a tua e a minha!

Dia Mundial da Poesia

Há 3 anos o meu pai escreveu... No dia Mundial da Poesia, uma passagem discreta: VEM ACONTECER Tardo Na tarde E este entardecer Ta...