Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2011

COMADRES

Local: chafariz de aldeia. Chega uma mulher do povo com um caneco na cabeça. Vem muito apressada e diz:
Comadres,
Deixai-me passar à frente,
Eu vos peço por favor,
Porque esta vida da gente
É um horror!
Trago o coração na boca
De tanto correr, correr...
Será isto coisa pouca?
Deixar em casa no berço o mais pequeno
E os outros dois maiorzitos,
Afogados em baba e ranho,
A chorar como cabritos !
As vacas andam no feno
E as ovelhas, em rabanho,
Andam a pastar na horta,
Que fica junto da porta,
Como se no monte fora!
Comadres, tenho já de me ir embora,
Pois deixei o lume aceso
E o peru que estava preso
Saltou para o curral do porco
Que me deita abaixo a casa
De tanto fossar, fossar...
Por tudo isto vos peço
Deixai-me à frente passar
E encher o caneco, sem tardança.
Posso? Posso?
(Põe o caneco a encher)
Oh que rica vizinhança
Deus Nosso Senhor me deu!
Eu vos juro que no Céu
Tereis paga bem maior.
E agora, enquanto o caneco toma a água
Quero contar-vos a mágoa
De um mulher que eu cá sei!
E não dizeis: conta! conta!
Oh que g…