Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

ESCOLAS
Os 5 "C" essenciais.
A ter em conta:
- Competência;
- Consciência;
- Compaixão;
- Compromisso
- Criatividade.

Destaco a COMPAXÃO:
-  É tão importante ser compassivo, especialmente nos tempos que correm, onde o que parece valer é "o cada um por si".
O exemplo é a única forma de educar.
Pais e educadores/ professores devem formar crianças/ alunos compassivos, que considerem fundamental estender a mão a alguma pessoa que tenha dificuldade física esteja triste ou infeliz.  O mesmo se aplica na relação com os animais.
Não basta sentir pena ou dó, mas sim prestar auxílio e ajuda.
Façamos a diferença!
Mensagens recentes

CV Ana Gralheiro 2017

Dia Mundial da Poesia

Há 3 anos o meu pai escreveu...
No dia Mundial da Poesia, uma passagem discreta:

VEM ACONTECER
Tardo
Na tarde
E este entardecer
Tarda em me trazer
A alma da tarde
Que me dá prazer.
Não tardes mais
Vem acontecer.
Jaime Gralheiro

A Revolução de Abril contada às crianças - Jaime Gralheiro

ERA UMA VEZ UM PAÍS… Era uma vez um país, que tinha como matriz a forma de um caixão. Nesse país de terror, havia como senhor um homem sem coração… Um tirano, um opressor! Só quem queria o que ele queria, e pensava como ele, e como ele, também fazia é que tinha a regalia… de ser gente… os outros não! Tratados como vassalos, muito pior que cavalos Ainda abaixo de cão!



Para ter tudo na mão, esse monstro de mil olhos, de mil ouvidos, mil traições, entrava em qualquer lugar para ver, ouvir, escutar… E quer fosse no emprego, em casa de cada um, no café, na escola, ou praça… Sempre o olho da desgraça, o seguia e perseguia, de modo que quem dizia mal da sorte, ou do patrão, altas horas, ou de dia, ía parar à prisão.

COMADRES

Local: chafariz de aldeia. Chega uma mulher do povo com um caneco na cabeça. Vem muito apressada e diz:
Comadres,
Deixai-me passar à frente,
Eu vos peço por favor,
Porque esta vida da gente
É um horror!
Trago o coração na boca
De tanto correr, correr...
Será isto coisa pouca?
Deixar em casa no berço o mais pequeno
E os outros dois maiorzitos,
Afogados em baba e ranho,
A chorar como cabritos !
As vacas andam no feno
E as ovelhas, em rabanho,
Andam a pastar na horta,
Que fica junto da porta,
Como se no monte fora!
Comadres, tenho já de me ir embora,
Pois deixei o lume aceso
E o peru que estava preso
Saltou para o curral do porco
Que me deita abaixo a casa
De tanto fossar, fossar...
Por tudo isto vos peço
Deixai-me à frente passar
E encher o caneco, sem tardança.
Posso? Posso?
(Põe o caneco a encher)
Oh que rica vizinhança
Deus Nosso Senhor me deu!
Eu vos juro que no Céu
Tereis paga bem maior.
E agora, enquanto o caneco toma a água
Quero contar-vos a mágoa
De um mulher que eu cá sei!
E não dizeis: conta! conta!
Oh que g…

QUANDO O PAI FEZ 80 ANOS DE JUVENTUDE

MANIFESTO PRÓ-CANETA(Ana Bebé Gralheiro)

Nada substitui uma caneta.
Pode ser cara, barata, de ouro, latão ou prata
De carga, aparo e tinteiro
De uso, ou colecção
Elitista ou do “pobão”
Para ricos, ou sem dinheiro
Uma caneta, é sempre isso
E  tudo o mais…
Imaginação, arte e compromisso.

Imperatriz da escrita
Elegante e com estilo
Conquista folhas de papel em  branco
Alarga impérios de ideais
Que ninguém lê
Ou que é publicado
Em livros, revistas  e  jornais...
E quem sabe,
Em muito mais.

Um computador é uma  imitação da caneta
Um sucedâneo vulgar
Que não tem a beleza no gesto…
do deslizar.
Isento do bailado
da mão no  papel,
que ora escreve, ora o risca
por vezes  rasgado
maltratado, amarrotado...
.








A caneta é intemporal
Independente de gigas caprichosos
Que ora obedecem, ora são manhosos.…
A caneta é simples
É papel, poesia, história,
imaginação incontida.
Paixão, revolta, tortura
Vida, dor e loucura
Companheira dedicada
Das recordação de quem escreve…
imagens com memória…
Concentraç…